Antiga entrevista com Francisco Parreira.

Francisco Parreira, aficionado, embalsamador, embolador e criador de cavalos.

Relembrar a Corrida comemorativa dos 35 anos do Grupo da Tertúlia.

No ano que comemoram 45 anos, relembro a Corrida comemorativa dos 35 anos do Grupo da Tertúlia.

dezembro 29, 2007

Novo Burladero de Dezembro


A revista Novo Burladero deste mês tem como temas de capa, “Golegã 2007” , “Vaz Freire Feito Inédito na Golegã” e “Recortadores – Arriscar a vida a corpo limpo”, tendo como imagem de fundo uma fotografia de Aurélio Grilo do cavalo “Xiripiti”, um Lusitano de quatro anos da coudelaria Torres Vaz Freire, Campeão da Raça Lusitana na Feira da Golegã deste ano.
No seu interior para além de um vasta reportagem fotográfica sobre a secular Feira de São Martinho, podemos também apreciar os artigos de David Leandro em”Tertúlia NB”, de José Henriques em “Episódios da História”, a reportagem da corrida de despedida de Jesulin de Ubrique em Elvas entre outros artigos de interesse. Mais um número da revista NB a não perder.

Farpas de 27 de Dezembro

dezembro 26, 2007

Capa do Jornal Olé desta semana

dezembro 24, 2007

Boas Festas

Boas Festas e um Feliz Natal a Todos os visitantes do Terceira Taurina.

G.F.A. Ramo Grande, Triunfador 2007

Fotografia de André Pimentel

O novo grupo de forcados da Ilha Terceira acabou de ser reconhecido pelos visitantes do Blog Terceira Taurina, como o Máximo Triunfador da época taurina açoriana 2007.
Relembra-se que o referido grupo foi fundado a 4 de Agosto de 2006 por um grupo de amigos que queria pegar toiros. Assim se formaram e se apresentaram a 7 de Agosto na Corrida da Praia, com praça cheia e tudo, brilharam na sua estreia por intermédio de Nuno Pires, Alex Rocha e Manuel Pires.
Muito se espera deste grupo na próxima temporada, espera o TT e esperam com certeza muitos aficionados terceirenses que a época de 2008 seja repleta de triunfos.
Mais um Triunfador Terceira Taurina foi encontrado.

Resultado da Sondagem “Quem foi o Grupo de Forcados triunfador da temporada taurina açoriana de 2007?”


O Blog Terceira Taurina continua o seu ciclo de sondagens, com o intuito de eleger os triunfadores da temporada taurina açoriana de 2007. Na sua terceira sondagem, realizada sob o titulo “Quem foi o Grupo de Forcados triunfador da temporada taurina açoriana de 2007?” saiu vencedor o Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande com 192 votos seguido pelo Grupo de Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense com 117 votos e pelo Grupo Juvenil da T.T.T. com 21 votos. A sondagem esteve disponível durante trinta dias, tendo votado 357 visitantes que distribuíram os seus votos da seguinte forma:


G.F.A. Ramo Grande - 192 votos


G.F.A. T. T. Terceirense - 117 votos


G.F. Juvenis da T.T.T - 21 votos


R.G.F.A. Moura - 19 votos
Selecção Forcados da Califórnia - 5 votos
G.F.A. Turlock - 3 votos

dezembro 21, 2007

Farpas desta semana

Postais de Natal

dezembro 20, 2007

Postais de Natal


Postais de Natal

dezembro 15, 2007

Postais de Natal

Postais de Natal

dezembro 14, 2007

"Próxima Edição da Equitação Quase nas Bancas"


por Filipa Leite in www.equitacao.com


"Está quase a chegar às bancas a próxima edição da nossa revista, referente aos meses de Novembro/Dezembro (N.º 69).
Como não podia deixar de ser, o tema de capa é a Feira da Golegã, certame de referência cujo programa de 2007 incluiu mais uma marcante cerimónia oficial de entrega dos Troféus da «Equitação» - publicação de referência que assinalou aqui o seu 12º aniversário!
Recordamos que este ano foram distinguidas as seguintes personalidades:
- Troféu de Mérito: Feira Nacional do Cavalo
- Troféu Criação Nacional: Coudelaria Monte Velho
- Troféu Competição: Nuno Palma e Santos
- Troféu Competição: Boaventura Freire
- Troféu Tauromaquia: Ana Batista
- Troféu Revelação: Francisco Palha
- Troféu Carreira: D. Diogo de Bragança (Lafões). Figura distinta, dotada de uma singular sensibilidade e cultura equestre, o autor da obra "Arte Equestre, Picaria Antiga, Equitação Moderna", ou da mais recente "A Equitação em Dicionário Picaresco" é unanimemente reconhecido como um dos eminentes protagonistas de uma elite de equitadores que contribuíram de forma decisiva para a recriação da Arte da Equitação em Portugal e além fronteiras.
Neste número, a não perder, nesta linha, uma entrevista de fundo a D. Diogo de Bragança, da autoria do Dr. Bruno Caseirão, bem como os artigos dos nossos prestigiados colaboradores nas mais diversas vertentes, desde a Tauromaquia à Veterinária.
Em termos desportivos, destaque para as reportagens dos Campeonatos Nacionais de Ensino, Atrelagem, Horseball e Equitação de Trabalho, e ainda para um balanço de época dos concursos do Vimeiro, cujo centro hípico se prepara para acolher o seu primeiro internacional de quatro estrelas já em 2008! "

Semanários Taurinos Olé e Farpas

dezembro 02, 2007

Ferra da Coudelaria Centro Equestre o Ilhéu

Escultura Taurina de German Garcia

"Salida del chiquero" de German Garcia, uma escultura a bronze com as dimensões de 54 cm X 23 cm x 37 cm com 18 kg.

novembro 29, 2007

G.F.A. Ramo Grande em Moura


OO Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande esteve no passado sábado, 17 de Novembro, em Moura a convite do Real Grupo de Forcados Amadores de Moura, para participar numa Festa de Campo organizada pelo mesmo. A Festa de Campo realizou-se na Herdade da Galeana, propriedade da família ganadera Murteira Grave, que cedeu para o efeito um novilho e uma vaca para o treino dos forcados.
Os amadores do Ramo Grande pegaram o novilho por intermédio de Filipe Lemos e Nuno Pires.

Apassionata - Hommage na RTP 1


Os aficionados da equitação poderão assistir amanhã pelas 21 horas e 45 minutos na RTP 1 ao espectáculo Apassionata – Hommage que se apresentou pela primeira vez em Portugal no Campo Pequeno, em Abril deste ano.Dirigido por Lorca Massine, surpreende pelas extraordinárias coreografias com bailarinos, músicas originais, cantores líricos, acrobatas e efeitos de luzes especiais.Um espectáculo encantador, dinâmico e de alto nível, com história e tradição, colorido e cenários fantásticos.Apassionata exibe os majestosos cavalos Lusitanos, Andaluzes, Frísios, Árabes, Quarter Horses, póneis Shetland e da Islândia, numa produção esteticamente esplêndida, singular na sua componente técnica.
O espectáculo "Hommage", envolveu cerca de 200 pessoas, perto de 100 cavalos e passou por 60 cidades de 15 países.
Não perca amanhã na estação pública.

Semanários Taurinos

novembro 27, 2007

A sortes do toureio a cavalo – A sorte de gaiola


A sorte de gaiola ou à porta da gaiola como também se denomina esta sorte, executa-se com o cavaleiro posicionado em frente à porta dos curros esperando a saída do toiro sem o auxilio dos peões de brega.
Abre-se a porta dos sustos e por ela sai o toiro que após longas horas de escuridão, deslumbrado com tanta claridade investe no primeiro vulto que se apresenta pela frente. Aproveitando-se disso o cavaleiro coloca-lhe o primeiro ferro comprido.
Esta sorte depende da sorte, pois não é possível ao cavaleiro medir as distâncias nem tão pouco mandar no toiro, daí o cavaleiro ao executar esta sorte sair em sua defesa sendo bastas as vezes em que o ferro não é bem colocado nem sendo a reunião cingida.
Nos dias que correm poucos são os que executam tal sorte destacando-se o cavaleiro António Ribeiro Telles, seu exímio executante.

El Picador

"El Picador" de Bernardo Torrens. Uma pintura realista de acrílico sobre tela com as dimensões de 200 x 105 cm.

novembro 26, 2007

Cartoon

novembro 23, 2007

Touradas & Marradas 2007 - 2ª Parte

Apresentação do DVD das Touradas & Marradas 2007 - 2ª Parte da autoria de da autoria de Manuel Bettencourt .


NB de Novembro


A revista Novo Burladero de Novembro traz-nos na capa uma fotografia de Arjona de um bonito exemplar de raça brava e como títulos de capa temos este mês “Campo Pequeno – Balanço 2007”, “Entrevista: José Luís Zambujeira” e “Em época de Festivais….”.
No seu interior destaque para os artigos de Carlos Martins na rubrica “Da Barreira…”, “Manolo Cortés e o “Toreo Brujo” de José Henriques em “Episódios da História” e “A influência dos cavalos no ânimo dos cavaleiros” de Catarina Bexiga em “À Boca do Burladero”.
Mais um número da NB a não perder.

novembro 22, 2007

Manuel Jesus “El Cid” Triunfador 2007

Fotografia de Duarte Bettencourt

Manuel Jesus “El Cid” foi considerado pelos visitantes do TT como o máximo triunfador da temporada taurina açoriana de 2007.
O matador sevilhano toureou entre nós na corrida apeada da Feira de São João deste ano, compartindo cartel com os matadores de toiros José Luís Gonçalves e “El Gallo”, lidaram-se nesta tarde toiros de Rego Botelho.
“El Cid” nasceu a 10 de Março de 1974 na localidade de Salteras, província de Sevilha, numa família de ganaderos. A sua apresentação como novilheiro foi na praça de Guillena a 9 de Setembro de 1993, debutou com picadores no ano seguinte a 6 de Fevereiro em Salteras, tendo toureado reses de António Muñoz às quais cortou três orelhas e um rabo. A sua apresentação em Madrid foi a 19 de Março de 1995, tendo como companheiros de cartel os novilheiros Antonio Cutiño e Luis Sierra, lidando neste dia novilhos de La Guadamilla.“El Cid” tirou a alternativa a 23 de Abril de 2000 em Las Ventas, Madrid, sendo seu padrinho David Luguillano e como sua testemunha Finito de Córdoba.
Foi encontrado mais um triunfador do TT a juntar ao cavaleiro João Telles Jr.

Resultado final da Sondagem “Quem foi o triunfador da temporada taurina 2007 no toureio apeado?”

Fotografia de Duarte Bettencourt


O Blog Terceira Taurina iniciou, à cerca de dois meses, um ciclo de sondagens que visam eleger os triunfadores da temporada taurina açoriana de 2007. Na sua segunda sondagem realizada sob o titulo “Quem foi o triunfador da temporada taurina açoriana de 2007 no toureio apeado?” saiu vencedor o matador sevilhano Manuel Jesus “El Cid” com 45 votos seguido de perto pelo matador salmantino Lopez Chavez com 41 votos e pelo matador Ivan Garcia com11 votos. A sondagem esteve disponível durante trinta dias, tendo votado 121 visitantes que distribuíram os seus votos da seguinte forma:

“El Cid” - 45 votos



Lopez Chavez – 41 votos



Ivan Garcia – 11 votos



Luís Vital "Procuna" – 9 votos
José Luís Gonçalves – 5 votos
"El Gallo" – 4 votos
Vitor Mendes – 4 votos
Mathieu Jullion – 2 votos
André Rocha – 0
"El Capea" – 0
“El Fini” – 0
Nuno Manuel “Velazquez” – 0
Paco Velásquez – 0

Semanários Taurinos Olé e Farpas desta semana

novembro 21, 2007

Tourada & Marradas 2007 - 1ª Parte

Apresentação do DVD com as Touradas & Marradas 2007 - 1ª Parte, da autoria de Manuel Bettencourt .


novembro 08, 2007

As sortes do toureio a cavalo

A palavra sorte no Dicionário da Língua Portuguesa, no que à tauromaquia diz respeito, significa “manobra que o toureiro executa para farpear ou enganar o toiro”, a sorte é pois a acção executada pelo cavaleiro na tentativa de cravar a ferragem da ordem no toiro.
A sorte é constituída pelas seguintes fases: citar, aguentar, carregar a sorte, trazer o toiro toureado, consentir, reunir e cravar. A mesma deve ser rematada com o cavaleiro a envolver o toiro embebendo-o na garupa do seu cavalo.
O mando e o temple são fundamentais para a boa execução de qualquer sorte. Tourear é mandar, se o cavaleiro não mandar é porque anda ao sabor do toiro.
As sortes dividem-se conforme:
- o sítio da arena - sorte à gaiola, a sesgo, de largo, em curto e de poder a poder;
- se o toiro está em movimento ou parado – sorte recebendo, acometendo, a dois tempos, em terrenos cambiados e galeando;
- a posição do toiro dentro da arena – sorte por dentro, por fora, de dentro para fora, de fora para dentro, nos médios, nos tércios e em tábuas.
- a posição relativa do cavalo e do toiro – sorte de caras, à tira de frente e na perpendicular, à meia volta e à garupa.

Sabia que...

Os pastores têm de trajar obrigatoriamente com as seguintes peças de roupa; Chapéu de feltro de cor preta; Camisola de tecido de cor branca, com feitio correspondente a camisola de pastor; Calça de cor preta ou cinzenta; Sapato de lona ou sapatilha.

(Artigo 30º do Regulamento da Tourada à Corda, sobre os trajes tradicionais)

O toiro! O elemento fundamental da festa.

Uma fotografia de Duarte Bettencourt

outubro 31, 2007

Capas dos Semanários Taurinos de 31 de Outubro

outubro 29, 2007

Morreu um Amigo…um Forcado

Luís Fagundes

Ainda penso que é mentira, o meu amigo Luís faleceu.
O acidente ocorreu bem próximo da minha casa, eu não queria acreditar, não podia ser verdade, mas infelizmente era a mais pura e triste realidade.
Já conhecia o Luís Virgínia, como era conhecido, à algum tempo, mas à cerca de um ano com o inicio do Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande, conheci-o ainda melhor. Era um amigo puro.
Ele não gostava, eu sei, mas eu chamava-o de Noddy, brincava-mos com isso porque na primeira vez em que o pus à frente de uma vaca, com os nervos à flor da pele não colocou a barreta no seu devido lugar. No citar era um exemplo para a malta, pois elevava os seus dotes vocais ao limite, quando o punha a contra caras no alto da sua pequenez dizia, “ò Duarte põe-me a fazer tudo menos contra caras, não vez o meu tamanho”, mas ele ia para onde eu o mandasse e aplicava-se sempre em tudo o que fazia, queria fazer tudo perfeito. Na cara dos novilhos era valente e destemido, estou vendo aquele derrote violento que levou do novilho na praça da Florestal.
Depois dos treinos com vacas, onde a sua postura era irrepreensível, lá ia ele a minha casa com os DVD’s discutir o que estava mal e apontar o que de bom se fazia. Quando nos encontrava-mos na sua oficina eram horas a falar de toiros, da ultima vez em que lá estive disse-lhe “P**** Luís quando eu venho aqui nem eu faço nada, nem tu. Vou-me embora” mal sabia eu que esta era a minha última visita.
Muito triste fiquei por não ter-lhe realizado o sonho de uma volta triunfal à arena. Tu merecias Luís.
Aqui no meu blog deixo a mais pequena e singela homenagem, a um Amigo, a um Forcado.
Que em paz estejas.

Duarte Bettencourt

outubro 24, 2007

Novo Burladero de Outubro


A revista de Outubro da Novo Burladero acaba de sair às bancas, trazendo na capa uma fotografia de um bonito exemplar de toiro de lide da autoria de Arjona,. A edição deste mês trás como títulos de capa “ “Morenito” indulta novilho em Espanha”, “Coudelarias: D’Ornelas e Vasconcellos e “Feiras: Moita, Zafra e Vila Franca de Xira”.
Destaco no seu interior os artigos de David Leandro na sua habitual Tertúlia “NB” com o titulo “Touro vivo ao curral”e de Raúl Caldeira com Puyazos “O “louco” sou eu!”, destaco também as entrevistas a João Camejo e ao coudeleiro Gonçalo D’Ornelas e Vasconcellos.
Mais um número da NB a não perder.

Duarte Bettencourt

outubro 23, 2007

G.F.A.R.G. lança blog na web


O novel Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande, capitaneado por Filipe Pires, acaba de lançar o seu blog na web.
O blog assume-se como um meio de divulgação do grupo e um meio de divulgação da festa brava no geral, visa também contribuir para o enriquecimento dos conhecimentos taurinos de todos os aficionados e manter todos os interessados actualizados em relação à vida do G. F. A. R. G.
Não perca mais tempo e visite o blog dos Amadores do Ramo Grande.

outubro 22, 2007

João Ribeiro Telles Triunfador 2007

Fotografia de Duarte Bettencourt

O mais jovem cavaleiro da Torrinha, João Ribeiro Telles Jr., acaba de ser reconhecido pelos visitantes do Blog Terceira Taurina, como o máximo triunfador da época taurina açoriana. Relembra-se que Telles Jr. toureou entre nós nos dias 29 de Julho e no dia 1 de Julho, incluído no cartel da Feira de São João 2007, da qual venceu o galardão da Melhor Lide a Cavalo.
João Ribeiro Telles Júnior toureou como amador sete temporadas, tendo alternado com várias figuras do toureio equestre mundial, em 2005, mais precisamente a 30 de Outubro, tirou a sua prova de praticante num festival de homenagem a João Vilaverde na praça de toiros de Vila Franca de Xira.
Está assim encontrado o Triunfador da Temporada Taurina Açoriana de 2007 no toureio equestre.

Resultado final da Sondagem “Quem foi o triunfador da temporada taurina açoriana de 2007 no toureio a cavalo?”


Fotografia de Duarte Bettencourt
O Blog Terceira Taurina iniciou, à cerca de um mês, um ciclo de sondagens que visam eleger os triunfadores da temporada taurina açoriana de 2007. Na primeira sondagem realizada sob o titulo “Quem foi o triunfador da temporada taurina açoriana de 2007 no toureio a cavalo?” saiu vencedor incontestável o jovem cavaleiro João Telles Jr. com 104 votos. Ocupou o segundo lugar do pódio o cavaleiro de Valada do Alentejo João Salgueiro com 63 votos e no terceiro posto desta sondagem ficou o cavaleiro terceirense Tiago Pamplona com 53 votos.
A sondagem esteve disponível durante trinta dias, tendo votado 275 visitantes que distribuíram os seus votos da seguinte forma:

João Telles Jr. – 104 votos
João Salgueiro – 63 votos
Tiago Pamplona – 53 votos
João Moura Jr – 14 votos
Ana Batista – 11 votos
Rui Lopes – 11 votos
António Telles – 5 votos
João Pamplona – 5 votos
Rui Salvador – 5 votos
Leonardo Hernandez – 3 votos
António Maria Brito Paes – 1 voto
Jason Palma – 0
Tito Semedo – 0

outubro 16, 2007

Chegou ao fim a temporada taurina na Ilha mais Taurina do Mundo

Fotografia de Duarte Bettencourt

Chegou ontem ao fim a temporada taurina na Ilha Terceira com a realização dos últimos festejos tradicionais, com isso ficou oficialmente aberto o defeso, tempo propicio para o balanço de mais uma temporada.
Aqui nas páginas do Terceira Taurina publicitei 240 festejos, entre touradas, vacadas e bezerradas, destas algumas não se realizaram, outras realizaram-se e infelizmente não tive acesso a elas para as poder divulgar. Por aquilo que me é dado a observar, dificilmente se chegou à tão almejada quantia dos 300 festejos numa só época e se se chegou ou não, pouco interessa pois nunca na vida quantidade foi sinónimo de qualidade.
Sugestões há e de que maneira para a festa brava na Ilha Terceira, na sua vertente popular, tenha melhores dias, espero aqui poder sugerir algumas delas. Para já gostava de convidar os meus estimados visitantes a darem o seu contributo, para assim em conjunto podemos dar melhores sugestões para o bem da nossa tradição.
Em breve espero trazer-vos as estatísticas da temporada da tourada à corda na Ilha de Jesus Cristo.


Duarte Bettencourt

outubro 11, 2007

Site do cavaleiro João Telles Jr


Visite o site do jovem cavaleiro da Torrinha em www.joaoribeirotelles.com e conheça mais sobre esta futura figura do toureio.

outubro 10, 2007

Para Quando?


Já lá vão uns anitos e nada. Muitos a defendem, outros, a sua maioria, nem por isso.
Do que é que eu estou a falar? Da sorte de varas em terras açorianas, é claro.
Defendo a sorte de varas sim senhor, mas com algumas reservas. Não posso admitir que se piquem os toiros em arenas açorianas sem que para isso se tenha criado condições para que a mesma seja implementada, refiro-me por exemplo à falta de uma zona de abate nas próprias praças, já que a sorte suprema está a séculos de distância. Esta reivindicação talvez seja de somenos importância, mas outras há que se exigem, como por exemplo toiros com o mínimo 4 anos, com peso e trapio, para serem lidados por matadores de toiros e em astes limpas. Aí meus amigos, primeiro à que melhorar as enfermarias das nossas praças e dotá-las de condições mínimas para assistir a um toureiro em caso de colhida, mas espera ai um pouco, as praças de São Jorge e Graciosa não dispõem destas infra-estruturas pois não? Mais, nestas ilhas não existem Hospitais, só Centros de Saúde.
Alto e para o baile, então ainda falta muito para termos a sorte de varas em pleno nos Açores.
Dos exemplos que atrás referi um deles esteve à disposição das empresas açorianas esta temporada que agora finda, refiro-me a toiros com 4 anos. Havia no mato da Ilha Terceira toiros com 4 anos e pasme-se, dava para fazer um curro, mas as figuras que cá vieram preteriram os mesmos, assim não se vai lá. Há alguns anos dizia-se que não havia toiros, agora há e estes não se lidam na nossa praça, vão ser lidados à Graciosa (?!).
As faixas prezas todos os anos e em todas as corridas são o único protesto visível, outros por ventura seguem os tramites legais, mas o que é certo é que a sorte de varas nem vê-la.
Já que não se consegue para já a tão almejada sorte de varas, comece-se então por criar condições para que ela surja nas nossas arenas com dignidade e acima de tudo com verdade. Não podemos assistir à lide de novilhos por matadores de toiros, desbastados a serrote na sua única arma de defesa para ainda serem picados, algumas vezes, com puías de toiros, assim não. Haja verdade acima de tudo que depois, com certeza, a sorte de varas surgirá.

Duarte Bettencourt

outubro 05, 2007

Revista Equitação quase nas bancas


por Eduardo Carvalho in Revista Equitação On-Line

"Está quase a chegar às bancas a próxima edição da Revista «Equitação», referente aos meses de Setembro/Outubro.

Entre os temas em destaque, incluem-se reportagens sobre o 87º CSIO Lisboa (tema de capa) e os Campeonatos da Europa - Open de Raides nas Lezírias e Barroca d`Alva, TREC e Dressage, entre outros.

A não perder também um trabalho do Dr. Bruno Caseirão intitulado "Um Gigante a Equitação", alusivo ao Dr. Guilherme Borba.

De leitura obrigatória são igualmente os artigos dos nossos outros prestigiados colaboradores, que número após número enriquecem estas páginas, especialmente concebidas a pensar nos amantes do mundo equestre e tauromáquico. "

outubro 01, 2007

II Tenta Comentada - Doze Ribeiras


Realizou-se sábado passado, dia 29 de Setembro, a segunda tenta comentada incluída no II Ciclo de Tentas Comentadas organizadas pela Tertúlia Tauromáquica Terceirense.
O dia apresentou-se fresco e com o vento a soprar forte que em certa medida prejudicou o desenrolar das lides.
Os matadores Gomes Escorial e “Parrita” lidaram novilhas de Rego Botelho e da Casa Agrícola José Albino Fernandes, que em minha opinião não deram provas da sua mais valia, para poderem incorporar a vacada das suas ganadarias de origem.
Mais uma vez se notou uma certa descoordenação dos elementos envolvidos no desenrolar do espectáculo, faltando a meu ver um director de lide para organizar melhor toda a envolvência do espectáculo.
Relativamente aos comentários penso que estes deveriam ser mais didácticos e até por que não estes serem durante o desenrolar da lide, assim não só fomentava-se aficion e incutia-se disciplina e conhecimento nos aficionados e restante público presente, que penso que era o objectivo dstas realizações.
No que às lides diz respeito vimos um Gomes Escorial cheio arte, toreria e acima de tudo com conhecimento quanto baste, passeou mais uma vez pela arena da praceta de tentas o perfume da sua arte, a merecer uma oportunidade entre nós, já o seu alternante mostrou vontade e alguma verdura (?). De salientar, pela negativa, as más condições do piso da arena, demasiado pesado para este tipo de espectáculos.
Por ultimo uma pequena chamada de atenção, não deveria a organização proibir a presença de tascas, tão ao gosto do aficionado (?) terceirense, no decorrer de eventos como este? Parece que é impossível nesta ilha de Jesus Cristo haver toiros sem tasca! Penso que devia-mos reflectir sobre isso e tentar melhorar nesse sentido para o ano.


Duarte Bettencourt

Galeria Fotográfica da 2ª Tenta

setembro 29, 2007

I Tenta Comentada - Terra-Chã


Ontem vinte e oito de Setembro na Praça de Tentas da freguesia da Terra-Chã, realizou-se a primeira tenta incluída no II Ciclo de Tentas Comentadas sob a organização da Tertúlia Tauromáquica Terceirense. À pracinha de tentas ocorreram alguns aficionados terceirenses, não tanto quanto se esperava, para assistirem ao desempenho dos matadores Gomes Escorial e “Parrita” frente a novilhas com o ferro de Rego Botelho e Casa Agrícola José Albino Fernandes, das quatro novilhas tentadas duas se destacaram pela sua nobreza, recorrido e bravura, a primeira da tarde de ferro Casa Agrícola José Albino Fernandes e a terceira de ferro Rego Botelho, ambas saíram em sorte ao matador espanhol, que lhe ministrou duas lides inteligentes, profundas, de grande sentimento e conhecimento, já o seu alternante com um lote difícil andou diligente e voluntarioso. Pena os comentários de José Alpoim Bruges tenham sido rápidos, embora concisos, mas sem a profundidade que se impunha para um espectáculo desta índole. Penso que alguns pormenores devem ser melhorados como por exemplo a publicidade e a logística deste evento.
Hoje e amanhã repete-se o ciclo com tentas comentadas nas praças de tentas das freguesias das Doze Ribeiras e Santa Barbara.

Duarte Bettencourt

Revista Novo Burladero de Setembro


A Revista NB do mês de Setembro já se encontra entre os leitores açorianos. Em destaques de capa a edição deste mês traz-nos a III Espora de Prata que se realizou em Montemor-o-Novo, António João Ferreira e Nuno Casquinha na Monumental de Madrid e Feiras de Agosto e Setembro.
No seu interior podemos apreciar aos artigos de João Queiroz e Vítor Escudero nos seus habituais e concisos “Burladero do Director” e “Al Alimón”, respectivamente, podemos também desfrutar de uma entrevista ao cavaleiro Manuel Jorge de Oliveira nos seus 30 anos de alternativa e dos artigos de opinião das muitas corridas que se realizaram por este Portugal fora. Por último mas não o último uma referência ao artigo de Raúl Caldeira, que não hesito e passo já a transcrever um pequeno excerto "Desconhecendo as regras fundamentais, tradicionais, únicas e exclusivas do verdadeiro toureio a cavalo, tudo é bem-vindo e aplaudido. Uma panóplia de asneiras que temos vindo a anotar e, mais alarmante se torna, quando isto também acontece na chamada primeira praça do país. Ela só será realmente a primeira em categoria, quando tiver um público conhecedor, crítico, festivo sem ser festivaleiro, que bata palmas sim, mas para premiar e não para acompanhar o estridente som da banda. É que, para se ser público e aficionado em simultâneo, é preciso ter categoria.", até parece que Caldeira se refere à nossa praça.
Não percam este número 227 da Revista Novo Burladero, já nas bancas!

setembro 28, 2007

Galeria Fotográfica da 1ª Tenta

Reportagem de Duarte Bettencourt

II Ciclo de Tentas Comentadas - 1ª Tenta

23 Touradas à Corda para o mês de Outubro

1 de Outubro

São Carlos
Toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes e de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues

2 de Outubro

Figueiras do Paim – Santa Cruz
Bezerros de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues

3 de Outubro

Figueiras do Paim – Santa Cruz
Toiros de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues

4 de Outubro

Figueiras do Paim – Santa Cruz
Toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

5 de Outubro

Caminho da Vila – Porto Judeu
Toiros de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues

Terreiro do Paço – Ribeirinha
Toiros de Manuel João

Remédios - Lajes
Toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

6 de Outubro

Rua da Praça – São Sebastião
Toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

São Bartolomeu
Vacas de José Fernandes Silva

7 de Outubro

Ponta da Ribeira - Ribeira Seca
Toiros de Humberto Filipe

Canada da Saúde – Santa Cruz
Toiros de João Cardoso Gaspar

8 de Outubro

Vila das Lajes
Toiros de Rego Botelho

9 de Outubro

Vila das Lajes
Toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes e de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues

10 de Outubro

Vila das Lajes
Toiros de Humberto Filipe e João Cardoso Gaspar

13 de Outubro

Abaixo da Igreja – Serreta
Toiros de Daniel Nogueira

São João de Deus – Conceição
Toiros de Eliseu Gomes

Canada da Boa Vista – Quatro Ribeiras
Toiros da Casa Agrícola José Albino Fernandes

Casa da Ribeira – Santa Cruz
Toiros de Fernando Bettencourt

14 de Outubro

Estrada de Santa Margarida – Porto Martins
Toiros de João Cardoso Gaspar

Canada do Coxo – Fontinhas
Toiros de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues

15 de Outubro

Caminho de São Pedro – Ribeirinha
Toiros de João Cardoso Gaspar

Caminho da Esperança – Porto Judeu

Toiros de Humberto Filipe

Ladeira de Santa Rita – Santa Cruz
Toiros de Herdeiros de Ezequiel Rodrigues

setembro 23, 2007

Tourada no Porto Martins

Um fotografia de Duarte Bettencourt

Capinha Magalhães

setembro 22, 2007

II Ciclo de Tentas Comentadas



A Tertúlia Tauromáquica Terceirense leva a efeito nos próximos dias 28, 29 e 30 de Setembro, o seu II Ciclo de Tentas Comentadas nas praças de tentas das freguesias da Terra Chã, Doze Ribeiras e Santa Bárbara.
As tentas iniciam-se às 17 horas e contam com a presença dos matadores de toiros Gomes Escorial e Sérgio dos Santos “Parrita”, que lidarão reses de Rego Botelho, Casa Agrícola José Albino Fernandes e Irmãos Toste. Os comentários das tentas estarão a cargo do crítico José Alpoim Bruges.
A aficion terceirense tem assim uma excelente oportunidade de assistir, desfrutar e aprender com mais esta organização da T.T.T.
Não falte.